Imagem responsiva

Telefone48-3533-0186

Facebook Instagram

História

Relatos contam que o primeiro evangelizador que chegou as terras onde seria a cidade de Sombrio, foi um índio chamado Etiguara, que ensinava aos membros da aldeia cânticos, orações e os mandamentos da lei de Deus.

Antes mesmo de ser Sombrio, já que a cidade passou a ser emancipada somente em 1953, o pequeno vilarejo, formado por alguma famílias católicas recebeu em 6 de Dezembro de 1937, um novo morador, chegando de carroça, guiando um cavalo e com alguns pertences, Padre João Adão Reitz pisou nas terras que seriam a base de todos os seus grandiosos projetos.

Mais vamos avançar um pouco na história, ir para o futuro e recordar o passado…

A cidade de Sombrio se desenvolveu bem em frente à principal referência do município, a igreja Santo Antônio de Pádua. A paróquia que tem como padroeiro o santo casamenteiro comemora no próximo ano (2013) Bodas de Brilhante. São 75 anos de evangelização e trabalhos com a comunidade.

A criação da paróquia se deu no ano de 1938, por influência de padre João Adão Reitz, eleito o primeiro vigário de Sombrio. Já em 1940, o sacerdote arquitetou a construção da nova matriz. Padre João tinha 36 anos naquela época.

É quase impossível separar a atuação do padre e suas obras quando se faz referências à cidade, que são presenças marcantes na história de muitos moradores e símbolo do crescimento.

Sede paroquial, a matriz até hoje é um dos mais belos monumentos de Santa Catarina. A torre central, com 50 metros de altura, é um marco na cidade. O estilo gótico e as pinturas internas realizadas pelo artista plástico Zé Diabo são apreciadas por moradores e visitantes e contribuem para a beleza deste templo.

Com a vinda do padre. Armando Feltrim em 1984, criou-se muitos setores de pastoral e comunidades, já em 1988, padre Domingos Dorigon dinamizou a Liturgia, deu formação litúrgica aos leigos, dinamizou as pastorais, sobretudo a pastoral da terra.

Outro momento marcante para a paróquia foi em 1993 com a chegada de padre Ludgero Buss, o pároco deu grande apoio às lideranças leigas, ajudou na formação de novas lideranças e criou uma grande união.

Palavra do Padre
A MISSÃO DE TODOS NÓS

Estamos vivendo o mês missionário. Um tempo de muita riqueza para nossa Igreja que reza e se Poe a disposição para o anuncio e edificação do Reino. Nos evangelho encontramos muitos textos em que Jesus faz um mandato missionário aos discípulos: “Como o Pai me enviou assim também eu vos envio.” (Jo 20, 21). “Quem […]

Leia Mais